• contato@eduardoaffonso.com.br

Jornalismo isento

Jornalismo isento

 

A escrotidão da Foice de São Paulo não conhece limites.

Sobre o interrogatório de Dilma, diz a Foice: “O receio é com o comportamento da advogada de acusação, Janaína Paschoal, que pode fazer perguntas para a petista. Pelo seu estilo inflamado, o temor é que ela faça provocações à presidente afastada, tumultuando a sessão”.

Quem tumultua sessão é Gleisi Hoffman, ao dizer que o Senado não tem moral para julgar ninguém.

Prossegue a porta-voz do Foro de São Paulo: “Reservadamente, senadores petistas diziam que a sessão da próxima segunda -feira pode virar um circo, diante do histórico de atuações polêmicas da advogada Janaína Paschoal durante as outras etapas do processo de impeachment”.

Quem transforma o processo em circo são José Eduardo Cardoso, Lindberg, Gleisi, Grazziotin, com suas chicanas, tentativas de tumulto, golpes midiáticos (queixas à ONU, à OEA, ao papa).

E quem quer evitar que Janaína nocauteie a interrogada não é “um senador aliado de Temer”, mas justamente os poucos que ainda não se aliaram ao presidente em exercício.

Ninguém melhor do que Janaína, a destemperada, a possuída, para apagar a luz do poste, e botar o último prego no caixão, o ponto final no “tchau, querida”.

admin

Deixe sua mensagem