Bric-a-brac

 

1.
Deve haver alguma lei universal que explique o caminhão estar sempre à sua frente, na subida, a 20 por hora – e na descida, sempre atrás de você, a 120.

2.
Este Natal está mais pra “jungle bells”.

3.
“Existem muitos lugares irrelevantes pelo mundo – como Porto Rico, a Bélgica, o Paraná – (…)”

Está no “Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil”, do Leandro Narloch – que ensina, entre outras coisas, que Santos Dumont não inventou o avião, que o Brasil não arruinou o Paraguai na Guerra do dito cujo, que Aleijadinho nunca teve esse apelido, que os maiores traficantes de escravos eram os próprios africanos, que Gilberto Freyre admirava a Ku Klux Klan, que o samba é fruto do fascismo, que a feijoada é européia (não africana) e que o Acre é um encosto.

Acaba sobrando até para o Paraná, coitado, sempre tão quieto, tão na dele, insípido e inodoro, não perturbando ninguém – e que, por uma dessas ironias do destino, calhou de abrigar a República de Curitiba, que perturba Deus e o mundo.

4.
Será que o “Catraca Livre”, que aproveitou a tragédia com a Chapecoense para faturar com matérias sobre como as pessoas se sentem a bordo na hora de um acidente etc, publicou esta semana alguma matéria sobre os fabulosos caminhões alemães? Sobre as melhores escolas de tiro ao alvo da Turquia? Sobre o fetiche sexual que as mulheres têm com soldados inimigos nos escombros de uma cidade síria sitiada?

5.
Acho que inventei uma palavra para definir o Trump.
“Maquiabélico”.

Outro dia pensei ter inventado uma para a língua em que são feitas as letras do Djavan, o Djavanês – mas a palavra já tinha sido usada antes.

Se bobear, “maquiabélico” também já existe (em Portugal, por exemplo, onde trocam o V pelo B, e bice-bersa).

Uma hora ainda invento uma que não exista.
É só pararem de inventar antes de mim.

6.
Spoilers do especial do Roberto Carlos, hoje à noite, na Globo (prossiga por sua conta e risco!):

O Rei vai cantar sucessos velhos.
Vai receber convidados, e nenhum deles estará vestido de roxo.
Vai usar a palavra “bicho”.
Haverá fãs famosos na plateia.
Ele vai estar de azul e branco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *