Textos Anteriores

 

Vulgo
Recapitulando…
Vale a pena ser ateu?
A estante do fundo verde
Eu e minha fé inabalável na ciência
Andarilho
De turistas, virgens e nuvens
Batizado complicado
Comigo não!
O prazer da solidão
Vizinhos
O etéreo pássaro da juventude
Sogra
Sobre nomes e sobrenomes
Para maiores de cinquenta
Pequenos vícios que doem como unha riscando o quadro negro
Três pequenas reflexões sobre ser ateu
Ler ou não ler, eis a questão
Cidade imaginária, cheia de encantos mil
Cinema é a pior diversão
Se a gramática, se a gramática fosse minha…
Íntimo
Confissões pré-nupciais
Eles & nós
Diálogo fictício de um casal imaginário num lar hipotético
Gibi or not gibi (só para maiores de 50)
O que há num nome
Dan Brown for dummies
Para a Amarilis Okida
Sapatos
Fotógrafos, essa incógnita desconhecida
Um pouco de autoajuda para o 12 de junho
Mudanças
Pequena cápsula do tempo
Duplo sentido
Apontamentos soltos sobre o amor
Eu não disse?
Complicado
O ciúme
Barba
Ser superior
Naufrágio
Adultério
Teletransporte
Milagres
Depressão
Pernas, pra que te quero?
A linguagem das flores
Uma carta
Ouço vozes
A cultura da ignorância
Sobre sobrenomes
Numa galáxia distante
Tese
Antes só
Vidas de cachorro
Se todos fossem iguais a você
Aos tímidos e gagos
Relações
Diálogos da vida quase real
Empoderemos
Linhas de defesa para Lula
Finalmente, as provas da inocência de Lula
Novidades do front
Nada de novo no front
Brincando de Deus
No elevador
Par perfeito
Vira lata
Oxímoro
Traduções
Bilíngues numa língua só
Antonomásia
Choque cultural
Sobre cães e filhos
A rima é a solução
Ex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *