• contato@eduardoaffonso.com.br

Fobia

Fobia

 

 

Há quem tenha medo de aranha. 
De escuro. 
De avião. 
Ou de aranhas no escuro do avião.

Eu tenho medo de dentista.

Sofro de odontofobia crônica – e, quando é tratamento de canal, também aguda.

A tortura começa na sala de espera, com as revistas de dois anos atrás, repletas de celebridades desconhecidas, e continua lá dentro com motorzinho, broca, boticão, bisturi, pinças, agulhas e demais equipamentos de tortura.

Tudo no dentista dói, da anestesia até a conta.

Tudo, não: justiça seja feita ao babador e ao espelhinho. Talvez porque não façam barulho.

O motor, silencioso, não seria uma desgraça completa. O barulho – como no caso da bala desembrulhada no cinema, da microfonia, da unha no quadro negro, do salto alto no andar de cima e do pernilongo – é que mata.

Um abafador de ruído acoplado ao motorzinho e um cabo USB transferindo a dor do meu nervo para algum nervo do dentista seriam um bom começo para melhorar minhas relações com endodontistas, periodontistas e tiradentes em geral.

No futuro, quando tiverem descoberto a cura da cárie e o tártaro houver sido erradicado do planeta, apetrechos odontológicos vão ser exibidos nos museus para horrorizar os pósteros, que não entenderão como é que gente que usava GPS e dispunha de tecnologia como a do xampu regenerador de pontas ainda se sujeitava a procedimentos tão primitivos.

Tento me convencer de que os dentistas não fazem o que fazem por mal. Que realmente não se deem conta de que a anestesia não pegou (nunca pega!). Que não percebam a diferença de tamanho entre a mão e a boca. Que não entendam que, depois de meia hora de boca aberta, já não tenhamos mais noção de para que lado foi a língua. Ou que não sintam prazer em dizer “só mais um pouquinho” quando ainda faltam setenta por cento.

Algo me diz que nada que o sujeito tenha que botar máscara para fazer pode ser boa coisa.

(Sim, tenho horário no dentista amanhã. E acho que não vai dar para desmarcar com a mesma desculpa de sexta passada).

admin

Deixe sua mensagem