23 Comentários


  1. Nenhuma foto deveria ser censurada.
    A TV mostra pessoas muito menos vestidas.

    Responder

    1. Não quero correr riscos desnecessários. Nunca se sabe quando a Madre Superiora do FB pode atacar novamente.

      Responder

  2. Fotos lindas, Eduardo! Você tem olho e sensibilidade! Amo suas fotos há tempo, e as deste Carnaval estão sensacionais! Bjo, Claudia Stein

    Responder

    1. Carnaval é a melhor época para fazer retratos, porque as pessoas estão alegres, disponíveis. Não é preciso elaborar muito: é chegar junto e sair clicando. Tudo fica mais espontâneo.

      Responder

  3. Imagens belíssimas, por trás das câmeras um olhar extremamente atento e detalhista! Parabéns!

    Responder

    1. No Carnaval, o que mais tem na rua é gente bonita – porque a felicidade embeleza.

      Responder

  4. Tem razão. FB anda muito temperamental. Melhor ter cuidado mesmo. As fotos estão lindas.

    Responder

  5. A definição de si mesmo é um barato, e resumindo tudo isso diria que é um humanista! Parabéns pelo trabalho fotográfico sensível, artístico e tecnicamente primoroso!

    Responder

    1. É como me sinto diante da urna eletrônica, entre Freixo e Crivella ou (toc toc toc) entre Lula e Bolsonaro. 🙂

      Responder

    1. Ainda está no aquecimento, mas daqui a pouco começa a descer esta ladeira virtual.

      Responder

  6. Eduardo, as fotos que vc tirou neste carnaval dão uma bela exposição. Estas últimas estão lindíssimas! E como as pessoas cooperam, posando com gosto, para seu click. Senti a sinergia entre você e elas. E isso mostra, também, além do seu talento como fotógrafo “amador”, um certo carisma para conseguir tal feito, no meio de um bloco de gente querendo cantar e sambar. Lembra que sou fã dos seus textos? E agora das fotos tb. Parabéns! X x x

    Responder

    1. Usou a palavra certa, Marcia: “sinergia”. O Carnaval favorece isso – e não sei o que é melhor: fazer as fotos ou interagir com tanta gente divertida.

      Responder

  7. ¡¡¡¡Excelentes!!!! Ya sos, sin duda, especialista en retratos (y almas).

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *